Cuidados com os Efeitos Nocivos do Sol aos Trabalhadores que Atuam em Instalações Externas

Na exposição ideal o sol é um dos grandes responsáveis por estimular a produção de vitamina D no organismo. Além disso, também contribui para a regulação do humor, manejo do estresse, melhoria do sono, redução da pressão arterial e eliminação de alguns tipos de fungos, bactérias e ácaros. O problema ocorre quando há excesso de exposição, podendo provocar queimaduras, envelhecimento precoce e aumento do risco de câncer de pele. Confira, a seguir, dicas de cuidados contra os efeitos nocivos do sol, aplicáveis aos trabalhadores em instalações externas.

Instaladores de kits fotovoltaicos em telhados desempenham um papel essencial na transição para fontes de energia renováveis. No entanto, esses profissionais enfrentam desafios únicos devido à exposição prolongada ao sol. Cabe a estes, e também aos integradores que mantêm uma ou mais equipes, atentar para alguns cuidados capazes de preservar a saúde de todos.

Horários de Trabalho Recomendados

Para minimizar os efeitos nocivos da radiação solar, é fundamental planejar os horários de trabalho de maneira estratégica. No hemisfério Sul, especialmente em regiões próximas à linha do Equador, a intensidade da radiação solar é maior ao meio-dia. Portanto, recomenda-se que os trabalhadores realizem atividades externas logo ao raiar do Sol, no início da manhã, e pouco antes do anoitecer, no final da tarde. Deve-se evitar o período entre 11h e 15h, quando a radiação ultravioleta (UV) é mais intensa. O cenário ideal é alinhar esses horários com os clientes para que a equipe realize o trabalho com segurança.

Cuidados com a saúde

Além da escolha dos horários mais adequados, as seguintes providências podem ser tomadas como prevenção aos malefícios provocados pela exposição excessiva ao sol:

  • Uso de protetores solares: Devem ser aplicados em todas as áreas expostas do corpo, com fator de proteção solar (FPS) adequado ao tipo de pele e ao tempo de exposição. Além de aplicar protetor solar antes de iniciar o trabalho, é importante reaplicá-lo a cada duas horas, ou com maior frequência em caso de suor intenso.
  • Hidratação: A ingestão regular de líquidos é fundamental para evitar a desidratação. É recomendado beber água frequentemente, mesmo que não se sinta sede.
  • Deve-se evitar refrigerantes e, caso haja a opção de se fazer uso de isotônicos, evitar o excesso desse recurso para reposição de sais minerais e carboidratos perdidos durante a atividade física. O ideal é combinar isotônicos e água, pois isotônicos em excesso podem causar insuficiência renal e outros problemas de saúde.
  • Alimentação leve: Dar preferência refeições leves e ricas em frutas e verduras, que ajudam a manter a hidratação e fornecem nutrientes importantes.
  • Pausas regulares: Fazer pausas, sempre que possível, em áreas sombreadas para reduzir a exposição contínua ao sol e permitir a recuperação do corpo. Essa interrupção de exposição ao sol pode ser viabilizada com a alternância de tarefas entre os membros da equipe, evitando que um único profissional fique exposto por todo o período de instalação do kit fotovoltaico no telhado.

Equipamentos de Proteção

O uso de equipamentos de proteção é uma medida crucial para os trabalhadores expostos ao sol. Entre os itens indispensáveis estão:

  • Chapéus de aba larga: Ajudam a proteger o rosto, o pescoço e as orelhas dos raios solares.
  • Óculos de sol com proteção UV: Protegem os olhos contra os danos causados pela radiação ultravioleta.
  • Roupas de manga longa e calças compridas: Preferencialmente de tecidos leves e de cores claras, que refletem a luz solar e ajudam a manter o corpo mais fresco.
  • Destaque-se que esses equipamentos de proteção são destinados apenas à proteção da radiação solar. Aliados a eles devem ser utilizados, por quem atua em telhados, todos os equipamentos previstos na NR35 (Norma regulamentadora para trabalho em Altura) e NBR16325 (Dispositivos de Ancoragem).

A prevenção contra os efeitos nocivos do sol pode incluir diversas ações conjuntas. A iniciativa pela adoção destas no setor fotovoltaico pode ser uma iniciativa tanto dos instaladores como também dos integradores que se preocupam com o bem estar de sua equipe.

Artigos relacionados

Cuidados com os Efeitos Nocivos do Sol aos Trabalhadores que Atuam em Instalações Externas

Na exposição ideal o sol é um dos grandes responsáveis por estimular a produção de vitamina D no organismo. Além disso, também contribui para a regulação do humor, manejo do estresse, melhoria do sono, redução da pressão arterial e eliminação de alguns tipos de fungos, bactérias e ácaros. O problema ocorre quando há excesso de…

Ver Mais

Estruturas de Solo para Sistemas Fotovoltaicos – conheça as vantagens de cada uma delas

Os sistemas fotovoltaicos estão se tornando cada vez mais populares devido à sua capacidade de gerar energia limpa e sustentável. Uma parte crucial desses sistemas é a escolha da estrutura de fixação, que pode ser instalada no solo. Neste blog, vamos explorar as vantagens das estruturas de solo para sistemas fotovoltaicos, tanto on-grid quanto off-grid.…

Ver Mais

Por que a Energia Limpa e acessível é tão importante para o Brasil?

O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 deste mês de junho, foi criado exatamente para levar as pessoas a refletirem sobre a relação da humanidade com o planeta. Em 2023, as fontes limpas cresceram 50% em todo o mundo, segundo relatório da Standard & Poor’s Global Commodity Insights   O Brasil é…

Ver Mais

Entenda o que muda no Mercado Livre de Energia

Solução concorre com a instalação de energia solar fotovoltaica em alguns setores e a complementa em outros. Ganha impulso este ano com portaria que autoriza a participação de empresas com consumos inferiores a 500 quilowatts (kW). O Mercado Livre de Energia é o termo popular para o chamado Ambiente de Contratação Livre (ACL), onde fornecedores e…

Ver Mais